Onde ficar no RJ? Guia de bairros e regiões

Saber onde ficar no Rio de Janeiro é fundamental para ter, turisticamente, uma experiência adequada àquilo que o visitante planeja para seus dias na cidade.

Onde ficar no RJ? Guia de bairros e regiões

Onde ficar no RJ? Guia de bairros e regiões

Saber onde ficar no Rio de Janeiro é fundamental para ter, turisticamente, uma experiência adequada àquilo que o visitante planeja para seus dias na cidade.

É a Zona Sul que concentra os pontos turísticos e paisagens que tornaram o Rio famoso internacionalmente. Além disso, esta região é onde quase todo turista irá reservar suas diárias.

Pela fama e pelo poder aquisitivo de seus moradores, a Zona Sul também é a parte mais segura da cidade. Nem se compara a segurança de quem vive por ali com a de quem mora na cidade que existe do outro lado do túnel.

Por conta disso, vamos apresentar neste artigo alguns bairros interessantes para se hospedar no Rio de Janeiro. Afinal, entendemos que você, turista, procura é uma boa localização para curtir os melhores pontos cariocas.

 

Onde ficar no Rio de Janeiro?

A Zona Sul do Rio é uma região muito ampla que abrange dezenas de bairros, cada um com suas peculiaridades. Além disso, os turistas ainda podem querer reservar suas diárias na região do Centro ou da Barra da Tijuca, dependendo das especificidades de suas viagens. O Centro atende bem a quem faz uma viagem de negócios e a Barra é o melhor lugar para quem chega ao Rio atraído pelos grandes eventos e shows, como o Rock in Rio, na área do Parque Olímpico.

Para ajudar a buscar onde ficar no Rio de Janeiro, confira um Guia com bairros e setores bons para ficar hospedado nas mais diferentes regiões turísticas da cidade.

 

Bairros de praia da Zona Sul

 

Copacabana

Copacabana é um bairro extremamente turístico e a isso ainda se soma uma intensa movimentação residencial e comercial. Isso faz com que em Copacabana seja mais fácil encontrar boas ofertas de hospedagem do que nos bairros vizinhos.

 

Ipanema

Ipanema é a escolha da maioria dos turistas. O bairro conta com toda a infraestrutura que o visitante procura ao desembarcar no Rio: bares, restaurantes, transporte fácil e uma das praias mais famosas da cidade.

Por lá, você pode se hospedar no Hotel Arpoador ou no Arena Ipanema Hotel, que ficam próximos à Estação General Osório do metrô. Para quem pode gastar um pouco a mais, é ali também que fica o Hotel Fasano do Rio de Janeiro, onde se hospedam quase todas as celebridades quando visitam a cidade.

No meio do bairro, junto a Estação Nossa Senhora da Paz as opções são o Promenade Visconti ou o El Misti Hostel para quem procura um albergue. Outra opção de hostel no bairro é a unidade da rede Che Lagarto de Ipanema, que fica próxima à Estação Jardim de Alah.

 

Leblon e Vidigal

No Leblon, por ser um bairro predominantemente residencial, a maior parte das opções de hospedagem são apartamentos para temporada. No modelo clássico de hotel, o turista pode reservar suas diárias no Ritz Leblon. Caso busque habitações compartilhadas, a opção é o Lemon Spirit Hostel.

Entretanto, no Vidigal, o universo das hospedagens é mais diversificado. Na estrada que leva à entrada da comunidade fica o Sheraton Rio. No caminho até lá há várias mansões que podem ser alugadas tanto via Booking.com quanto através do Airbnb. E na comunidade em si, o turista ainda pode reservar albergues que contam com a melhor vista da cidade, como o Mar do Rio Hostel e o Favela Experience Vidigal.

 

Bairros sem praia da Zona Sul

A região, banhada pelas águas da Baia de Guanabara e não pelo Oceano, não conta com praias próprias para banho, que é o grande fator que afasta os turistas dela.

Quem busca onde ficar no Rio de Janeiro encontra ainda na Zona Sul outras opções fora do eixo mais famoso. Localizada entre o Centro e Copacabana, esta área engloba os bairros de Botafogo, Flamengo, Catete e Laranjeiras, entre outros.

 

Lapa

Atenção ao reservar qualquer coisa por aqui. A melhor de todas, com certeza, é o Vila Galé Rio de Janeiro, mas que cobra seu preço por isso. Dos albergues, uma boa escolha pode ser o Matryoshka Hostel.

Repleta de bares e casas noturnas, as ruas da Lapa apresentam uma situação singular no Rio de Janeiro: talvez seja a única parte da cidade onde é mais seguro caminhar à noite do que durante o dia. Quando as casas de festas estão abertas, há gente a todo tempo caminhando nas ruas, mas durante o dia muitas ruas ficam desertas, aumentando a sensação de insegurança.

 

O aeroporto Santos Dumont

Para quem quer chegar e/ou sair rápido da cidade ou viaja a negócios, ficar hospedado próximo ao aeroporto Santos Dumont pode ser uma ótima escolha, apesar de não ser uma área muito interessante a quem vem à cidade fazer turismo. Neste caso a melhor opção é o Prodigy Santos Dumont, que é conectado ao aeroporto diretamente.

 

Região Portuária

Hoje o porto é um grande polo de atração turística no Rio e ótima opção a quem quer ficar hospedado no centro da cidade. Por ali, recomenda-se o Belga Hotel, que funciona num edifício histórico reformado próximo ao Museu do Amanhã e à estação Uruguaiana do metrô.

No entanto, após a demolição dos viadutos da perimetral e consequente reforma da Praça Mauá, aliada à implantação de novos pontos de interesse, feito o Museu do Amanhã, o MAR, o AquaRio e o Mural Etnias na Parada dos Navios, a região se transformou completamente.

 

A Barra da Tijuca

Muitos cariocas costumam dizer que a Barra é uma cidade separada do Rio. Isso devido às distâncias que a separam das outras regiões do Rio e pela forma de ocupação do espaço, pois ambas diferenciam a Barra da Tijuca do restante da cidade. O bairro é repleto de vias expressas, grandes shoppings e condomínios fechados.

 

Jardim Oceânico

O Jardim Oceânico é o melhor ponto da Barra da Tijuca para ficar hospedado, tanto aos que vão concentrar seus dias no bairro, quanto aos que pretendem de lá visitar as demais atrações da cidade. Isto ocorre porque este trecho é o que possui mais atividade de bares e restaurantes nas ruas, diminuindo a sensação estranha que existe na Barra de não ter muitos locais para andar a pé. Lá também é o ponto onde agora existe uma estação de metrô (o metrô é a opção mais rápida para ir da Barra à Zona Sul).

 

Voos Panorâmicos de helicóptero

Quando for ao Rio de Janeiro e ficar hospedado em qualquer uma das belíssimas praias desse afortunado litoral, não deixe de fazer um passeio de helicóptero com a 4 Fly RJ e ver do alto este litoral maravilhoso e suas praias deslumbrantes.

O voo de helicóptero é uma das experiências mais espetaculares e memoráveis. A oportunidade de ver a cidade do céu é algo ímpar e inesquecível. O incrível equilíbrio entre a natureza e a cidade vai tirar o seu fôlego! A Floresta da Tijuca se estende até o coração da cidade, cobrindo as montanhas com seu verde que inebria. Praias, ilhas, edifícios representativos, Baía de Guanabara, o Cristo Redentor, Pão de Açúcar, o célebre Estádio do Maracanã, tudo isso e muito mais podem ser vistos e apreciados no helicóptero. O contraste social é realmente notável de ser visto de cima.

 

Sem dúvida, um voo de helicóptero é a melhor maneira de apreciar

e entender a cidade do Rio de Janeiro!

Deixe uma resposta