Jardim Botânico RJ – história, endereço e o funcionamento

O bairro do Jardim Botânico é um dos mais bonitos e escolhido do Rio de Janeiro. Nele estão alguns dos pontos turísticos mais indicados para visitantes que desejam um passeio em família, que estão em casal ou simplesmente sozinhos. Localizado ao pé do Cristo Redentor, o espaço reúne monumentos como o Museu do Meio Ambiente, o espaço Tom Jobim e, é claro, o Jardim Botânico do Rio, um dos mais importantes do mundo.

Jardim Botânico RJ - história, endereço e o funcionamento

Jardim Botânico RJ – história, endereço e o funcionamento

O bairro do Jardim Botânico é um dos mais bonitos e escolhido do Rio de Janeiro. Nele estão alguns dos pontos turísticos mais indicados para visitantes que desejam um passeio em família, que estão em casal ou simplesmente sozinhos.

Localizado ao pé do Cristo Redentor, o espaço reúne monumentos como o Museu do Meio Ambiente, o espaço Tom Jobim e, é claro, o Jardim Botânico do Rio, um dos mais importantes do mundo.

 

História do Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Fundado em 13 de junho de 1808, o Jardim Botânico surgiu de uma decisão do então príncipe regente português D. João VI de instalar no local uma fábrica de pólvora e um jardim para aclimatação de espécies vegetais originárias de outras partes do mundo.

Os trabalhos no Jardim Botânico começaram no ano em que foi fundado. Primeiramente, foi necessário aclimatar especiarias vindas do Oriente. Também, nas primeiras experiências, vegetais enviados de outras províncias portuguesas foram avaliados. Todo esse processo seguia orientações que vinham de Portugal.

O Jardim, extremamente importante para a história das pesquisas na área de botânica, a partir de 1890, um ano depois da Proclamação da República, passou a ser chamado de Jardim Botânico.

Em 1991, o Jardim foi considerado como Reserva da Biosfera. Mas, com o passar dos anos, o Jardim Botânico deixou de ser só um centro de pesquisa e passou a ser também um espaço de lazer para a população.

Contudo, existiam muitas regras e somente pessoas da alta sociedade podiam se divertir no Jardim. Em muitos casos, a área era utilizada para a recepção de estrangeiros influentes. Atualmente, o Jardim Botânico pode ser visitado por pessoas de diversas classes sociais.

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro é considerado um dos mais ricos e importantes do mundo. Com área total de 137 hectares, sendo 54 de área cultivada, o Jardim Botânico abriga coleções raras de bromélias e orquídeas, além de árvores centenárias e plantas exóticas. Por isso, é um importante ponto turístico da cidade do Rio de Janeiro e amplamente visitado por pesquisadores que estudam as centenas de espécies que o habitam.

Além de guardar um rico patrimônio histórico e cultural, também possui obras do início do século XVI. Entre os monumentos, destacam-se as estátuas de Eco e Narciso de mestre Valentim, o Portal da Academia de Belas Artes, projetado por Grandjean de Montigny, e o Jardim Japonês, criado em 1935 a partir da doação de 65 espécies de plantas típicas do Japão. Além disso, o parque é um excelente local para observação de pássaros, pois conta com mais de cem diferentes espécies nas copas e troncos de suas árvores.

 

O Museu do Meio Ambiente e o Espaço Tom Jobim, palcos de shows, exposições e eventos culturais importantes da cidade, também compõem as atrações do Jardim Botânico.

 

Saiba como chegar ao Jardim Botânico – RJ

Existem várias formas para chegar até o Jardim Botânico. Confira abaixo:

  • Rua Jardim Botânico, 1008 – bicicletários e estacionamento exclusivo (4 vagas) para pessoas com severas deficiências de locomoção (veículos adesivados); permitida entrada de carros para embarque e desembarque de pessoas com dificuldades de locomoção (deficientes, idosos, grávidas).
  • Rua Pacheco Leão, 101 – somente pedestres.

Observação: Não há estacionamento no Jardim Botânico.

 

Visita ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro – em tempos de não pandemia

Você deve separar pelo menos um dia inteiro para visitar o Jardim Botânico. Não é algo para se fazer correndo, e cada vez há mais coisas para se ver e experimentar dentro do parque, mesmo antes de se passar pela bilheteria. A entrada tem sido feita pelo portão que leva ao Centro de Visitantes (Rua Jardim Botânico 1008, tel. 21/3874-1808), onde há muito para se conhecer antes do passeio propriamente dito.

Ao entrar por ali, você vai, certamente, querer visitar o Museu do Meio Ambiente, que já recebeu exposição do Sebastião Salgado, e volta e meia tem algo interessante em cartaz, com entrada gratuita. Ou dar uma olhada no próprio Centro de Visitantes, uma casa de 1576 que funcionou como engenho de açúcar e tem hoje uma pequena exposição sobre a história do Jardim Botânico, com uma salinha interativa.

Outra coisa que você não deixará de fazer é, sem dúvida, espiar a loja administrada pela Associação de Amigos do Jardim Botânico, que tem lembrancinhas que não poderiam ser mais a cara do lugar. Ah! Ainda tem um lugar muito especial para ser visitado que é o Espaço Tom Jobim, misto de centro cultural e teatro.

Passeie livremente pelo Jardim Botânico. Evite roteiros! Guarde seu celular! Curta tranquilamente o passeio. Em um cantinho do parque, um conjunto de bancos homenageia a escritora Clarice Lispector com frases de sua autoria, e um deles diz: “Sentada ali no banco, a gente não faz nada: fica apenas sentada deixando o mundo ser”.

É importante saber que o Jardim Botânico é muito mais do que as palmeiras imperiais. Porque assim como um corredor delas, também existe um corredor de jambeiros, de mangueiras, de craveiros-da-índia, e um corredor de pau-mulato, uma árvore curiosíssima, de casca lisa e brilhosa. Sem falar nos túneis formados por gigantescos bambuzais.

 

Caminhar pelo parque é descobrir quedas d’água, lagos, pontes, ninhos, bichos subindo pelos troncos, árvores de nome divertido – abricó-de-macaco, cabeludinha, árvore-do-viajante. É ver o que a gente se acostumou a conhecer pelos frascos de xampu: andiroba, aloe vera, buriti.

Não termine a visita antes de passar nas estufas em que são cultivadas as bromélias e as orquídeas. E também no espetacular cactário, onde descobrirá muito mais espécies dessa espinhuda plantinha do que imaginaria existir no mundo.

E se os portões fecharem antes de você conseguir conhecer todo o parque, não se preocupe: é sempre bom ter mais uma desculpa para voltar ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

 

Atenção para as mudanças devido à pandemia

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro reabriu na quinta-feira (9 de julho) depois de quase quatro meses fechado devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). No momento, só serão permitidas visitas agendadas.

O agendamento da data e horário deve ser feito pelo site do Jardim Botânico. A reabertura foi decidida devido à flexibilização das medidas de isolamento pela prefeitura do Rio de Janeiro.

A reabertura será feita em quatro etapas. Nessa primeira fase, funcionam apenas a área principal do parque (arboreto), o cactário e o bromeliário. A entrada será feita exclusivamente pelo portão da Rua Jardim Botânico, 1008.

Espaços com algum grau de confinamento, como o orquidário e o museu, permanecem fechados. Os bebedouros também estarão lacrados.

 

Passeio de helicóptero pelo Rio de Janeiro com a 4 Fly RJ

Após esse passeio maravilhoso pelo Jardim Botânico, o que você acha de fazer também um voo de helicóptero para ver lá de cima os lindos pontos turísticos do Rio de Janeiro?

 

Veja o roteiro completo:

A decolagem acontece no Aeroporto de Jacarepaguá e segue passando por praias da Barra da Tijuca, Joá, Pedra da Gávea, São Conrado, Leblon, Ipanema, Arpoador, Forte de Copacabana, Copacabana, Urca e Pão de Açúcar, Lagoa Rodrigo de Freitas, Jockey Club, Jardim Botânico, Cristo Redentor e retorna para o aeroporto pela Floresta da Tijuca.

Durante o voo, que pode durar entre 30, 45 ou 60 minutos, você conversa, conhece pessoas e curte do alto os locais por onde passar. Muito enriquecedor.

Que tal experimentar? Não perca esse passeio! A experiência será indescritível e você conseguirá capturar com sua câmera fotos dos melhores pontos turístico da Cidade Maravilhosa. Vamos lá, aproveite a promoção da 4 Fly RJ e garanta o desconto do seu primeiro voo.

 

Cupom com R$ 100,00 de desconto

Deixe uma resposta

Como criar um roteiro de viagem

Como criar um roteiro de viagem

Você já passou horas e horas pensando naquela viagem dos seus sonhos? Já organizou mentalmente algumas atrações que deseja visitar ou conhecer? Pois é…quando estamos apenas idealizando o passeio, parece que todas as ideias se encaixam perfeitamente.

Leia mais »