Conheça a Fauna e Flora do Rio de Janeiro

Tanto a cidade, como também todo o estado do Rio de Janeiro, estão totalmente inseridos na Mata Atlântica. Com ecossistemas como restingas, manguezais, campos de altitude e um grande conjunto de formações florestais, o bioma é considerado um dos mais ricos do mundo em biodiversidade. A Mata Atlântica é responsável pela maior parte da natureza do Rio.

Conheça a Fauna e Flora do Rio de Janeiro

Conheça a Fauna e Flora do Rio de Janeiro

Tanto a cidade, como também todo o estado do Rio de Janeiro, estão totalmente inseridos na Mata Atlântica. Com ecossistemas como restingas, manguezais, campos de altitude e um grande conjunto de formações florestais, o bioma é considerado um dos mais ricos do mundo em biodiversidade. A Mata Atlântica é responsável pela maior parte da natureza do Rio.

Embora a vida animal e vegetal tenha sido bastante alterada pela ocupação humana no Rio de Janeiro, trechos de Mata Atlântica e manguezais continuam intocados.

A Mata Atlântica carioca também é rica em rios, lagoas e baías. As lagoas Marapendi, Jacarepaguá e Rodrigo de Freitas estão no município, e as de Araruama, Saquarema e Maricá, no estado. O rio Paraíba do Sul é o mais conhecido do Rio de Janeiro, e seus afluentes Pomba, Muriaé, Piabinha, Piraí, Paraibuna e Rio Grande, além dos rios São João, Magé e Guandu, são os principais da hidrografia do bioma. Somam-se, também, as baías da Ilha Grande, de Sepetiba e da Guanabara.

 

Exemplos de fauna encontrada no Rio de Janeiro

A fauna característica do estado sofreu com a restrição das áreas de floresta. Hoje, animais como muriquis, onças, micos-leões-dourados, tatus, preguiças, gambás, quatis e jacutingas raramente são encontrados no estado além dos limites das reservas e parques naturais.

Além disso, entre os animais comuns na região estão macacos-prego, cachorros-do-mato, cutias, diferentes espécies de morcegos, tucanos, gaviões, papagaios, jararacas, biguá, garça, jacu, maritaca, sabiá-laranjeira, sagui, urubu-de-cabeça-preta e jiboias. Invertebrados como moluscos, anelídeos e o caranguejo de rio; e insetos como as borboletas azuis, os serra-paus e as baratas da mata integram a fauna.

Ao mesmo tempo que a Mata Atlântica se espalha por toda a cidade, os manguezais crescem em regiões onde a água do rio se mistura com o mar, como ao longo da Baía de Guanabara. A vida animal dos manguezais inclui caranguejos, mexilhões, ostras e diferentes tipos de peixes.

 

Exemplos de flora encontrada no Rio de Janeiro

A vegetação própria do estado é a floresta tropical, chamada de Mata Atlântica, com quaresmeiras, ipês, paineiras, palmeiras, jequitibás, embaúbas, orquídeas e bromélias. Esse tipo de formação apresenta árvores de vários portes, que alcançam entre 20 e 30 metros de altura, entre elas, jequitibá, tapinhoã, noz-moscada-silvestre, figueira, palmiteiro, pau-d’alho, ipê-amarelo e pau-ferro.

Também plantas como samambaias, musgos e begônias são algumas das espécies típicas da Mata Atlântica encontradas no Rio.

Além do valor das variedades de seres vivos presentes na natureza, as florestas controlam o fluxo dos mananciais hídricos, garantem a fertilidade do solo, regulam o equilíbrio climático, protegem as encostas das serras contra deslizamentos e criam paisagens de beleza única.

No entanto, o feito do homem conseguiu devastar a maior parte da mata para dar lugar a plantações, pastos e cidades. O que ainda restou dela faz parte atualmente de parques e reservas naturais, como o parque nacional de Itatiaia, o parque nacional da Serra dos Órgãos, o Parque da Tijuca entre outros.

 

Onde explorar a natureza do Rio

 

Parque Nacional da Tijuca e Maciço da Pedra Branca

Os maiores exemplos da Mata Atlântica na cidade do Rio de Janeiro são as unidades de conservação do Parque Nacional da Tijuca e o Parque Estadual da Pedra Branca.

Enquanto o Parque Nacional da Tijuca resguarda a maior floresta urbana replantada pelo homem do mundo, com 3.953 hectares de extensão de floresta tropical, o segundo é considerado a maior floresta urbana do mundo, com 12.500 hectares de extensão.

O parque abriga 328 espécies de animais, incluindo anfíbios, pássaros e mamíferos, alguns correndo perigo de extinção. Pesquisadores indicam ainda que existem 1.619 espécies de plantas no Parque Nacional da Tijuca. Além do mais, o parque dispõe de opções de atividades para todos: desde áreas para piquenique e churrasco até asa delta, escalada, caminhadas e outros entretenimentos. Há também uma cachoeira e alguns riachos onde você pode se refrescar.

Já o Parque da Pedra Branca, que engloba diversos bairros da Zona Oeste, como Jacarepaguá, Realengo, Vargem Grande, Vargem Pequena, Recreio dos Bandeirantes, Campo Grande e Guaratiba, foi criado em 1974. Nele fica localizado o ponto mais alto do município: o Pico da Pedra Branca, com 1.025 metros de altitude. A administração do Parque empenha-se para conservar a fauna e flora nativas da Mata Atlântica, bem como busca promover o ecoturismo e a educação ambiental.

 

Rio Zoo

Fechado desde 2019, um dos zoológicos urbanos mais antigos do Brasil está sendo reconstruído para acomodar melhor os animais e visitantes.

Depois de pronto, os animais circularão por espaços bem maiores e não ficarão mais em cativeiro. O projeto de reconstrução do zoológico tem por objetivo transformá-lo em um parque biológico, onde o ambiente dos animais se parecerá tanto quanto possível com seu habitat natural. O foco do novo zoológico será a educação, pesquisa e conservação ambiental.

A inauguração do novo Zoológico do Rio, que recebeu o nome de BioParque do Rio, teve que ser adiada por causa da pandemia do coronavírus.

 

O Jardim Botânico

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro é um recinto ecológico. No local, encontram-se espécies raras de plantas da flora brasileira e é um dos melhores lugares para ver e ouvir o canto de diversos pássaros.

Muitos lagartos compõe a fauna do Jardim Botânico, entre os quais o lagarto comum Tropidurus torquatus, que se abriga em áreas de vegetação mais densa. Além disso, há alguns registros de cobras, como jiboias e cobras verdes, que, em sua rotina natural, não oferecem perigo aos visitantes. Além disso, macacos-prego e saguis também são vistos com frequência por lá.

Algumas espécies de peixe podem ser vistas nos lagos do Jardim Botânico, entre espécies exóticas como as carpas do Jardim Japonês e os tambaquis e traíras do Lago Frei Leandro e nativas, como os Carás e cascudos em corpos d’água no Jardim Botânico.

Anfíbios residem no Jardim Botânico, contribuindo para a biodiversidade e para os sons à noite. São sapos, rãs e pererecas, ajudando no controle de insetos e estão presentes na alimentação de diversos predadores, como morcegos, primatas e até pássaros. Os Batráquios do Jardim Botânico são as grandes estrelas, junto com os morcegos.

Dentre as várias espécies de aves que habitam o Arboreto, destacam os Tico-ticos, Bem-te-vis, Teque-teques, Sanhaços, Garças, gaviões, entre tantas outras.

Os mamíferos são avistados durante a noite, quando saem de suas tocas e esconderijos. Mas os mais famosos são os Gambás marsupiais muito bem adaptados ao ambiente urbano e ouriços, roedores arborícolas, que tem pelos especiais transformados em espinhos.

 

Trilhas

O Rio de Janeiro é um lugar belíssimo, onde a cidade grande e natureza se complementam muito bem. Com vistas exuberantes, muitas trilhas no Rio de Janeiro levam você à mirantes, montanhas e morros admiráveis. É o que se pode chamar de oportunidade perfeita para se aventurar na selva urbana do Rio de Janeiro.

Na realidade, fazer trilhas no Rio de Janeiro proporciona a você a oportunidade de conhecer a natureza local, embrenhando-se na Mata Atlântica. No interior da floresta, você frequentemente encontrará alguns animais selvagens, como macacos, papagaios, lagartos, esquilos e muito mais. Você também verá uma vasta gama de plantas e árvores dentro da própria cidade.

 

Veja o Rio de Janeiro de um novo ângulo

As belezas naturais do Rio de Janeiro podem ser apreciadas de uma forma diferente a bordo de um helicóptero em um voo panorâmico inesquecível.

Durante o passeio de helicóptero, você terá a oportunidade de ver do alto toda extensão da mata, conhecer o espaço onde se concentra grande porcentagem de flora e fauna como Jardim Botânico, Parque Nacional da Tijuca, Maciço da Pedra Branca, Zoológico e diversas trilhas. Além de maravilhas como o Cristo Redentor, Pão de açúcar, Maracanã, lindas praias, entre outros.

Voe com a 4 Fly RJ e conheça o Rio de um jeito inusitado!

Deixe uma resposta

Dicas para passear com seu pet no Rio de Janeiro

Dicas para passear com seu pet no Rio de Janeiro

Para você que mora no Rio de Janeiro ou é visitante, preparamos um guia para ajudá-lo a encontrar lugares onde possa relaxar, saborear um bom prato e tomar um drink sem precisar abrir mão da companhia de seu pet. Confira nossas dicas de onde passear com seu pet no Rio de Janeiro.

Leia mais »
Live Dennis das antigas

Live Dennis no Cristo Redentor com a 4 Fly RJ

LIVE DENNIS – No dia 18 de julho de 2020 o DJ Dennis subiu até o Cristo Redentor para comandar uma das melhores lives, “É o mundo”, onde o seu repertório fez muita gente arredar o sofá da sala para dançar os clássicos dos anos 90, além das músicas da atualidade.

Leia mais »